domingo, 16 de agosto de 2015

Véspera (15.VIII.2015 - 17h43)

Você, que julga defender o Brasil social-democrático, ordeiro e ético, não se esqueça, amanhã, de vestir a camisa da honesta CBF. Também não deixe de alardear as suas falcatruas para sonegar impostos (são apenas 500 bilhões ao ano, 10% do PIB); a sua grande esperteza em furar filas e driblar o trânsito da cidade; a forma "inclusiva" com que trata as pessoas que moram na rua (aqueles seres que você vive a julgar e condenar como vagabundos, afinal eles "gostam" de estar em tal situação). Aproveite para rezar bastante, em nome de si mesmo; de cantar o hino nacional, cuja letra entende como poucos (leve a colinha, heim?); de elogiar o apoio oficial de seu partido ao Eduardo Cunha. Acima de tudo, não se esqueça: o seu partido é o único que não erra, que não desviou dinheiro da Petrobras; que não doou a Vale do Rio Doce e a Companhia Siderúrgica Nacional a famílias israelenses. Que não desviou verbas bilionárias da Educação e da Saúde, especialmente nas Minas de Aécio. Afinal, os tucanos julgam estar ligados a uma classe social privilegiada, donos de cultura e conhecimentos em história acima da média nacional. Aproveite, também para defender a neutralidade da Rede Globo, a honestidade da Revista Veja e a matéria seletiva dos jornais "com credibilidade" da província de São Paulo.